ny-04 US Trip #04: Tudo junto e misturado

Hoje foi um dia para entender a diversidade de Nova York. Misturar a sede da Organização das Nações Unidas com uma feira de rua e o museu de história natural é pedir para ver que essa cidade tem mesmo de tudo.

ONU

O primeiro destino foi a United Nation Plaza, onde ficam os headquarters da ONU. Fui com grandes expectativas conhecer a sede de uma das organizações mais importantes do mundo. O quarteirão que é, na verdade, território internacional em plena Manhattan. Ao chegar, uma primeira decepção: as 180 bandeiras que ficam em volta do complexo estavam recolhidas! Elas só são hasteadas durante a semana. Como resultado, fotos mais pálidas do lado de fora.

A visita ao complexo é bem curta e, não fosse a tamanha importância do auditório principal, não valeria a pena os 16 dólares que se paga pela entrada. A visita começa pelo salão principal, onde líderes do mundo todo se reúnem. Depois, passamos por corredores onde estão expostos presentes dados por países como China e Tailândia, alguns painéis falando sobre o trabalho da Unicef em combate às minas terrestres, à fome e… só! Quando a volta terminou eu mal pude acreditar que paguei 16 pratas para dar uma voltinha daquelas e ver alguns painéis de impressão digital. Ora pois Anabela, deveria ser gratuita essa visita! Só não digo que o dinheiro foi jogado fora porque tudo o que é arrecadado ali vai direto para ajuda humanitária. Portanto, você se ferra por uma causa nobre ;)

FEIRA NA MADISON AVE

Ao sair da ONU, o destino era a estação de metrô da 42nd St. no Bryant Park. Ao cruzar a Madison Avenue, eis que me deparo com uma feira enorme, que tomava pelo menos 20 quarteirões. Era de perder de vista. Ali era possível encontrar qualquer coisa, de cachecóis escoceses a sucos chineses (!). Comida mexicana, mongol, japonesa… tudo junto e misturado em uma vibe bem divertida. Caminhei por bons 6 quarteirões para ver o que se passava, experimentei um smoothie de morango com banana, encontrei os Caça-Fantasmas e retomei meu percurso original com destino ao Museu Americano de História Natural.

AMERICAN MUSEUM OF NATURAL HISTORY

O American Museum of Natural History é bem bacana. Fiquei imaginando o dia de trazer a Alice para dar “aulas” de biologia por ali. Se adultos ficam encantados com a infinidade de animais empalhados, esqueletos de dinossauros e maquetes de baleias e tubarões em tamanho natural, imagino o efeito disso tudo na cabecinha de uma criança! Isso sem falar do planetário, que deve estar entre os melhores do mundo. Além disso, o lugar oferece um serviço brilhante: um APP para ser instalado no iPod, iPhone ou iPad. Com esse aplicativo você tem o mapa com GPS na mão e encontra com facilidade tudo o que quiser ver no museu. Ideia sensacional que deveria ser copiada por todos os outros museus do mundo. Fica tudo na mão: informações sobre cada espaço e navegação em tempo real. Você coloca “T-Rex” e ele vai te guiando pelo museu (que é gigantesco!) até o esqueleto do dinossauro. Também te mostra facilidades, como banheiros e lanchonetes. A visita fica bem mais fácil assim. Brilhante!

Sábado foi então mais um dia fechado em corredores de museu. Mas com o frio lá fora, não poderia ter feito melhor escolha.

SEE YA!

Deixe aqui seu comentário