ny-03 US Trip #03: começam as boas surpresas

De volta! Queria poder parar todos os dias pra fazer o diário de viagem, mas como a correria está demais, volto hoje com um resumão. Desde a última postagem, muita coisa aconteceu. A fase das obviedades extremas começa a acabar e passo a descobrir coisas que não esperava encontrar na cidade. Bora lá?

LIBERTY ISLAND

O dia seguinte ao tour em Downtown foi de ir até as ilhas conhecer a senhora que ilustra a capa de 9 em cada 10 guias de NY: a Estátua da Liberdade. Um tour interessante, mas extremamente cansativo. Gente demais, fila demais, espera demais. Não me programei e acabei chegando ao Ferry somente depois do meio-dia e a fila estava gigantesca. Gente mal educada e do mundo todo se debatendo para conseguir seu pedaço de papel que leva até a dama da liberdade. Depois de todo o sofrimento, a conclusão que se chega é a de que este é o lugar onde tem-se que ir uma única vez na vida. Pra nunca mais voltar. Você olha, conclui que é bacana. Mas tudo o que você vai desejar durante o passeio é que aquelas filas enormes acabem, que todas as excursões escolares do mundo se dirijam somente à Disney e que uma ducha quente seja uma realidade muito próxima. Visitar a Liberty Island e a Ellis Island é então uma maratona que só encaro novamente por algum motivo muito nobre. Quer ir? Só depende de você querer ter opinião sobre o lugar. Eu costumo pagar pra ver.

GO SHOPPING

Quarta foi dia de compras. Mas como o assunto é extenso, prometo voltar com um post só dele. Cheio de dicas e apontando algumas frias que vi de perto. Já adianto que existe nessa cidade cheia de gente um oasis de paz e tranquilidade para se comprar marcas de sucesso com preços incríveis e sem nenhum sofrimento.

SOHO

A manhã de quinta-feira foi reservada para explorar o Soho. Fui sem saber o que exatamente tem pra fazer naquele lugar. A surpresa ficou com a enorme quantidade de lojas interessantes na região. Por ali você dá uma espiada nas vitrines, entra e vê coisas que nem sabia que existiam. Fui parar em uma loja de toyart sensacional! Apesar de andar muito, o Soho mostrou enorme talento para nos descansar. Por ali encontrei um restaurante italiano delicioso, com ambiente agradável e comida excelente. Assim como na Europa, cogumelos são base pra um monte de pratos nos EUA. Sorte minha! Ravioli de Cogumelos ao molho sugo originalmente italiano. Sucesso total! Além dos restaurantes simpáticos de todas as partes do mundo, ali encontrei as melhores lojas de acessórios estilosos para iPod que já vi na vida.

O FANTASMA NA BROADWAY

Após o almoço o destino foi, mais uma vez, a Times Square. Hora de comprar ingressos para assistir a um musical na Broadway. Quem me deu a dica de comprar ingressos ali foi a Marília, do RG-NY. Lá estava eu na fila do tkts, um serviço que oferece ingressos para apresentações da Broadway com descontos matadores, que chegam a 50%. A dúvida de qual peça assistir me assombrou durante toda a fila. Mas sabendo que se decido inovar na escolha, acabo errando a mão, optei por um clássico: O Fantasma da Ópera! Antes de mim algumas pessoas reclamavam sobre o Fantasma, ficavam bravas e fechavam a cara. Na minha vez fui entender, restaram apenas os ingressos mais caros, das melhores poltronas. Ué, desde quando sentar no melhor lugar é problema? Tratei de garantir o meu e sair feliz da vida. O musical aconteceu às 20h e dispensa comentários, foi lindo.

 

UM PORTA-AVIÕES MUSEU

Aqui está uma surpresa que não esperava: um porta-aviões da marinha americana que lutou no Vietnã e na Segunda Guerra recheado de aviões de guerra atracado em pleno Pier 86. Ao seu lado, um submarino e o luxuoso Concorde da British Airways. As atrações juntas levam o nome do porta-aviões: Intrepid Museum. Achei a visita sensacional. Desde sempre sou entusiasta de aviões, não necessariamente de guerra, mas acho lindo como funcionam e consigo dizer todos os aparelhos que já voei até hoje. Um interesse bobo, sem pretensão a nada, mas que acaba me divertindo. Portanto, entrar em um Concorde é experiência que achei que nunca teria na vida.

Por ser um museu que mostra vitórias dos EUA em guerras, é de se esperar que o orgulho americano esteja presente. E está. Chega a ficar meloso em alguns momentos. Nada que atrapalhe muito. Apesar dos salgados 20 dólares para entrar e mais 20 dólares para o tour guiado, a visita é interessante e pode valer a pena se você for um entusiasta.

A FILIAL DO MoMA EM UBERLÂNDIA

O dia terminou no MoMA. E terminou com uma boa surpresa: às sextas-feiras, todos os visitantes do museu não pagam ingresso após às 16h. Portanto, se quiser salvar 20 dólares, agende-se para sexta. O museu fica cheio, mas nada que atrapalhe conhecer cada canto do prédio. Durante a visita, percebi que é autorizado fotografar. Resolvi então clicar pinturas de Matisse, Miró, Picasso e Monet em alta resolução para poder montar alguns painéis na Sic. Em um certo momento, percebi que estava me portando como um marchand, escolhendo quadros para “comprar” através das lentes da câmera. Em breve abro meu próprio MoMA em Uberlândia com todas as minhas compras! hehehe…

PORTANTO…

  • Liberty Island é obrigatório. Adorar o lugar já são outros quinhentos.
  • Existe um lugar calmo para fazer suas compras em NY.
  • O Soho é delícia pra se almoçar, bater perna e ver lojas pra lá de estilosas (e comprar capas style para iPod também!)
  • Ingressos da Broadway podem ser comprados com até 50% de desconto no balcão da TKTS na Times Square (mas são ingressos para apresentações que acontecem no mesmo dia da compra)
  • Museu de Guerra dentro do porta-aviões Intrepid, só se você for entusiasta do assunto ou quiser uma foto a la Top Gun.
  • MoMA tem entrada free todas as sextas a partir das 16h. Agende-se!
.
SEE YA!
.

Deixe aqui seu comentário