post_curitiba Roteiro para fim de semana em Curitiba

Tem uma sexta-feira de feriado no calendário e está procurando um destino que se encaixa numa viagem rápida? Curitiba é uma ótima escolha. Fácil de chegar e com infra muito bacana, a cidade foi a escolha certa para uma viagem de 2 dias e meio. Demos sorte porque pegamos o clima típico curitibano: frio e cheio de névoa. Um charme. Bora ver o roteiro? Te garanto que tem atração de sobra e você vai se divertir muito.

 

locomocao

Preciso alugar carro em Curitiba?

Eu sou sempre a favor de transporte público. Acho que a gente tem um contato mais próximo com a vida real da cidade, mas no caso de Curitiba resolvemos alugar um carro. Com o carro na mão (e GPS, claro!) foi possível evitar esperas mais longas entre uma atração e outra. Como tínhamos praticamente 48 horas, precisávamos de ganhar um pouco de agilidade nessa locomoção. Alugamos o carro direto pelo site da empresa aérea. Ganhamos 20% de desconto e ainda upgrade de categoria, nada mau. Com o carrinho na mão, fizemos nosso check-in no nosso Hotel (que ficava no Batel) e começamos o roteiro. Dá uma olhada!

 

Dia01_FimDeSemana_Curitiba

Dia #1: Museu, Bosque do Papa, almoço no Madero e Praça do Japão.

 

dia1_parada1PARADA #1: Museu Oscar Niemeyer 

Chegamos a Curitiba já sabendo que nossa primeira parada seria um dos mais famosos cartões postais da cidade, o MON (Museu Oscar Niemeyer). O objetivo principal era conhecer a gaveta de fotos de Frida Kahlo. O nome da exposição é “Frida Kahlo – As suas fotografias”. Nela não estão quadros ou qualquer outro tipo de obra criados pela mexicana, o que você vai conhecer é sua intimidade. Fotos que ela guardava consigo mostram sua família, infância, o martírio após seu acidente, a cena política da época e seus amores. As fotos são de qualidade fantástica e as histórias e anotações são mega interessantes. Frida é a grande novidade do MON, mas não se engane. Tem muito mais te esperando. O museu é uma visita bem gostosa e leve, cheio de instalações visualmente ricas. A entrada custa R$6 a inteira e R$3 meia. Praticamente de graça.

(A exposição das fotos de Frida fica no MON até novembro/2014)

mon

Endereço do MON:
Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico, Curitiba

 

dia1_parada2

PARADA #2: Bosque Papa João Paulo II

A comunidade polonesa é forte em Curitiba. Esta vilazinha que parece de João e Maria é o “Memorial da Imigração Polonesa” que fica no Bosque do Papa, um parque bem no centro da cidade (muito próximo ao Museu Oscar Niemeyer). Essas casinhas estão aí pra mostrar como era a vida dos imigrantes poloneses na época. A Anna, curitibana do blog Finestrino, lembra que ninguém nunca morou nessas casinhas. Elas foram construídas para mostrar como era a vida na época da imigração. Uma visita delícia em um dia de frio moderado.

bosquedopapa2

 

Bem na porta do Memorial da Imigração Polonesa de Curitiba fica a casa de chás chamada Kawiarnia Krakowiak. Uma casinha de madeira muito simples e charmosa. Como estava frio, paramos pra experimentar alguma coisa típica. Deu pra ver que no almoço servem pierogi, um pastel polonês sensacional! Fiquei com água na boca. Mas como já tinhamos almoçado, acabei indo pros doces e experimentei o Kremòwka (Doce do Papa) que é uma torta de massa folhada com creme de baunilha e nata. Leve e bem gostoso. Se a o Rumo indica o lugar? Sim. Mas vá sem esperar muito. É bem simples, uma vibe caseira mesmo. E dá pra ver que ele está começando a variar o menu por vertentes não tão polonesas assim, já que anda oferecendo até açaí. Essa foto é da parte central do Memorial, a casa de chás fica do lado de fora.

bosquedopapa

Endereço do Bosque Papa João Paulo II:
Rua Euclides Bandeira, s/ nº – Centro Cívico, Curitiba

 

dia1_parada3

PARADA #3: almoço no Madero Burger & Grill

Todos foram unânimes quando dissemos que iríamos a Curitiba: experimentem o hambúrger do Madero. E lá fomos nós. O Madero já deve ter se tornado uma espécie de instituição curitibana, existe um a cada esquina! O restaurante escolhido foi o Madero Comendador, que é super charmoso. O restaurante é uma vilazinha bem divertida. À direita fica uma casa que é uma adega, pela “rua” ficam mesas, essa lambretta e logo no fundo outra casa é um novo ambiente, como se fosse o restaurante da vila. Além da atmosfera bem bacana, o cardápio é interessante. Fomos de Cheeseburger Super Madero com fritas. Pra sobremesa a pedida foi o petit gâteau de doce de leite. Não teve erro! A conta ficou em torno de R$45 por pessoa. Nada mau prum hambúrger premium.

maderoburger

Endereço do Madero Burger & Grill (Comendador):
R. Comendador Araújo, 152, Centro, Curitiba

 

dia1_parada4

PARADA #4: Praça do Japão

Gostei muito da forma como Curitiba homenageou os imigrantes que ajudaram a construir a cidade. Existem diversos monumentos a eles. Pois a Praça do Japão é mais um exemplo.

pracadojaoap

Endereço da Praça do Japão:
Praça do Japão, entre Av. Sete de Setembro e Av. República Argentina

Dia02_FimDeSemana_Curitiba

dia2_parada1

PARADA #1: Centro Histórico

O centro histórico de Curitiba é uma belezinha. Muito conservado, com ruas de pedras e casario colorido é convite certo para uma caminhada sem compromisso. Mesmo em dias mais frios e cinzas – como os que passamos na cidade – é uma boa pedida. Na foto abaixo, o Largo da Ordem, onde ficam diversos pontos de interesse. Entre eles a Praça Garibaldi, Igreja do Rosário, o Solar do Rosário, a Fonte do Cavalo Babão e a Igreja Presbiteriana Independente. É na região que acontece a famosa feirinha de domingo. Antes de chegarmos até lá, lemos muitas recomendações com relação à segurança da região. A sugestão foi sempre ficar esperto com olhares diferentes e evitar chamar a atenção. Bem, as câmeras do Rumo não são exatamente discretas. Fizemos nossas fotos e caminhamos com bastante calma pela região. Ficamos atentos o tempo todo, mas não nos sentimos ameaçados.

centro-historico

Bom seria se toda cidade tivesse um espaço como o Memorial de Curitiba. Dar uma volta pelo prédio, que fica bem no meio do centro histórico, é bem legal. Esculturas no teto, no chão e nas paredes. Painéis enormes chamam os olhos ao entrar. É lindo. “O Memorial de Curitiba é um espaço moderno, concebido para abrigar atividades culturais múltiplas, incluindo exposições e apresentações cênicas e musicais, preservar e expor a história da cidade. O espaço também é utilizado para seminários, palestras, oficinas, congressos, lançamentos de livros, entre outras atividades. Suas instalações compreendem salas de exposições (Salão Paranaguá, Salão Paraná e Salão Brasil), um auditório de 144 lugares (Teatro Londrina), o Mirante do Marumbi e uma praça interna para grandes eventos (Praça do Iguaçu).” [Fundação Cultural e Curitiba] Ah, e bem coladinho ao Memorial fica o famoso Bar do Alemão!

memorialcuritiba

Com seus dois minaretes e cúpula central azul, a Mesquita de Curitiba (ou Mesquita Imam Ali Ibn Abi Tálib) chama atenção de quem passa pela área histórica no bairro São Francisco. Fico com orgulho de lugares onde a diversidade cultural vive numa boa. Quer visitar o templo? Pode! Todos os domingos das 10 às 14h é permitida entrada de turistas. Só se entra sem os sapatos e as mulheres devem entrar com a cabeça coberta, assim como manda a tradição.

mesquita-de-curitiba

 

Comece sua caminhada pelo Centro a partir da Mesquita: Rua Kellers, 383 – Alto São Francisco, Curitiba

dia2_parada2

PARADA #2: Jardim Botânico

E não poderia faltar a visita do Jardim Botânico de Curitiba, né? O parque é lindo, super bem cuidado e a estufa-cartão-postal da cidade vale a caminhada até lá.

jardimbotanicocuritiba

dia2_parada3

PARADA #3: Almoço na Praça Espanha

Nem só de andanças se faz uma viagem. É preciso parar pra comer e beber alguma coisa, certo? Pois na Praça Espanha fica o Pata Negra. Um restaurante espanhol bem bacana. A primeira impressão é muito boa. Decorado de forma simples, com muito cacareco espanhol espalhado pelas paredes, o lugar tem um buffet de tapas interessante, pratos a base de frutos do mar (incluindo paella, claro), as famosas papas bravas e carnes deliciosas. Fomos pro almoço mas acabamos nos alongando por quase 3 horas no restaurante. Nos dias quentes, peça uma jarra de Sangria ou Clericot. No frio, eles tem vinhos legais. A conta incluindo vinho, muitos tapas e papas bravas ficou em R$100 por pessoa. Valeu quanto pesou.

patanegra

Endereço do Restaurante Pata Negra:
R. Fernando Simas, 23 no Batel.

dia2_parada4

PARADA #4: Parque Tingüi

Do islã pra igreja ucraniana em minutos. Isso é a capital paranaense! O Memorial Ucraniano fica no Parque Tingüi. Foi construído em 1995 para homenagear as diversas famílias que emigraram para o Paraná no início do século passado. É possível explorar todas as construções em detalhes. Bastante simpático o lugar.

memorialucraniano-parquetingui

Endereço do Memorial Ucraniano no Parque Tingüi:
Rua Dr. Mba de Ferrante, s/nº, Parque Tingui, Curitiba

Esse foi o roteiro que fizemos no nosso fim de semana em Curitiba. Além dessas atrações, passamos também pelo Parque Tanguá, que tem um belo mirante. Muita coisa ficou de fora do nosso roteiro porque é um plano de viagem para apenas 2 dias. O lado bom disso tudo é que temos ainda mais motivos pra voltar a Curitiba. Adoramos a cidade!

Boa viagem!

Deixe aqui seu comentário