Post_VistoJapao O jeito fácil e simples de tirar visto pro Japão

Em novembro, o Rumo embarca pra terra do sol nascente. É nesta viagem que vamos concluir os trabalhos dos eBooks dos guias Blog Rumo Tóquio e Blog Rumo Quioto. Como temos pouco mais de 30 dias até o embarque, é chegada a hora de solicitar o visto ao Consulado Japonês no Brasil. Se você está pensando em ir ao Japão, preste atenção que não é complicado. Na verdade, é mais simples que o visto americano e ainda existe a alternativa de nem precisar ir até o consulado e resolver tudo com uma agência de vistos (coloquei contatos no fim do post).

1. Como funciona o visto?

O visto do Japão é basicamente um ticket de entrada. Você só pode usar uma vez! Funciona assim: após aprovado, seu visto tem validade de 90 dias. Nestes 3 meses, você tem o direito de entrar apenas uma vez no país. Se você fizer uma viagem em que inclua entrar e sair do Japão mais de uma vez, tem que solicitar o visto de múltiplas entradas através de uma carta no momento da solicitação do visto.

2. Eu devo comprar as passagens e reservar hotel antes de solicitar o visto?

O consulado japonês solicita passagens, reservas de hotel e roteiro detalhado de quais lugares você vai visitar. Ou seja, é preciso estar com toda viagem organizada para só depois dar entrada na solicitação.

3. Quando solicitar o visto?

Após aprovado, seu visto terá validade de 90 dias. Nós do Rumo achamos razoável entrar com o pedido 30 dias antes da viagem. Assim temos uma margem de erro suficiente pra que, caso precisemos remarcar a viagem, possamos ainda aproveitar o mesmo visto.

4. Quais documentos preciso apresentar?

A documentação serve para comprovar seus vínculos com o Brasil. Então não foge muito do que você já deve ter reunido para outros consulados, olha só a lista:

  1. Passaporte válido (e passaportes com vistos antigos do Japão, caso possua)
  2. Cópia autenticada de documento de identidade
  3. Formulário de pedido de visto preenchido e assinado conforme o passaporte (baixe aqui)
  4. Cronograma da viagem seguindo modelo (baixe aqui)
  5. Passagem de ida e volta
  6. Foto 3×4 nítida, tirada nos últimos 6 meses
  7. Comprovante de renda:
    • Declaração de Imposto de Renda completa e recibo
    • Original e cópia dos 3 últimos holerites + carteira de trabalho (empregado)
    • Decore ou Pró-labore dos últimos 3 meses (empregador)

5. Existe entrevista?

Não. Você deve ir até o consulado dar entrada em sua solicitação, de posse de todos os seus documentos. Mas não existe todo o procedimento de entrevistas como acontece no processo de visto americano. Ou seja, você pode fazer toda a solicitação através de uma empresa de vistos cadastrada no consulado e nem precisa ir até lá (o que é ótimo pra quem mora no interior).

6. Quanto custa?

A taxa é de R$65 e é paga diretamente no Consulado ou Embaixada na hora de dar entrada nos documentos. Se for solicitar o visto de múltiplas entradas, a taxa passa para R$130.

7. Preciso agendar?

Não. Você deve dirigir-se pessoalmente ao Consulado ou Embaixada de posse de seus documentos para dar entrada na solicitação de visto. Veja aqui qual consulado atende à sua região.

Dica importante!

Como em Uberlândia não existe Consulado ou Embaixada do Japão, achei mais interessante fazer o serviço direto com uma agência de vistos. Vale muito a pena, uma vez que você vai economizar tempo e dinheiro. A Mundial Vistos foi quem cuidou de tudo e foi bastante fácil. O atendimento muito educado e agilidade nota 10. O Blog Rumo mega recomenda. Olha só onde eles estão:

  • • BELO HORIZONTE: (31) 3269.8200
  • • SÃO PAULO: (11) 3255.3995 | 3258.6844 | 3255.2684
  • • UBERLÂNDIA: (34) 3210.5040
  • • VITÓRIA: (27) 3022.0793
  • • VILA VELHA: (27) 4141.3784
  • • RECIFE: (81) 3422.1814
  • • RIO DE JANEIRO: (21) 7816.2767

Viu como é simples? Agora é seguir viagem!

*Juntamente ao Tokyo Convention and Visitors Bureau e ao Kyoto Convention Buerau, a Mundial Vistos apoia a viagem do Blog Rumo ao Japão.

Deixe aqui seu comentário