foto-post-inhotim Inhotim: destino até pra quem nem gosta tanto de arte

A essa altura, você já deve ter ouvido falar de um destino chamado Inhotim. O instituto está localizado em uma antiga fazenda do empresário Bernardo Paz, que de 2002 pra cá vem se tornando um dos mais interessantes destinos de arte do mundo. Falando assim, dá pra imaginar uma fazenda cult, numa vibe rural cheia de intelectuais com a mão no queixo analisando criações, né? Mas não é nada disso. Depois de um dia pelos jardins do complexo, você vai chegar a conclusão que aquilo ali também foi feito pra quem não gosta tanto assim de arte.

Inhotim-post-galerias

Inhotim é basicamente um jardim botânico com galerias e instalações de arte contemporânea espalhadas pelo caminho. Tudo é muito bem cuidado. Passar pelo portão de entrada é como ser teletransportado da simples Brumadinho para os jardins da mansão de um magnata das artes. Espécies de plantas do Brasil e do mundo todo com paisagismo inspirado – e palpitado – por Burle Marx emolduram as construções, que não são só interessantes por dentro. Os projetos são de cair o queixo.

Inhotim-post-arte-jardim

Li certa vez que se Inhotim fosse em Orlando, bastava instalar uma montanha-russa pra se tornar um parque temático. E é verdade. São 21 galerias com um acervo de mais de 500 obras de 97 artistas. Tudo espalhado de forma perfeita, pra não deixar ninguém cansado. Consumir arte nesse lugar é muito diferente do que ocorre em um grande museu como Louvre ou Met. Nesses giga museus, você fica cansado com o excesso de informação e estilos. Aqui não. Mesmo vendo obras muito diferentes umas das outras, você não vai ficar confuso. O grande segredo são os jardins. As caminhadas – ou trajetos nos carrinhos de golfe – entre uma galeria e outra são o intervalo perfeito pra descansar a cabeça e mergulhar nas obras do próximo artista. É fácil alguém que não gosta muito de arte se encantar com Inhotim. Ir sem grandes pretensões pode ser a chave do sucesso da visita. Vi algumas senhorinhas em pânico, querendo entender cada obra, desesperadas por explicações. Perda de tempo! Vá e aproveite as sensações que as obras te passam. Nada de análises complexas. Ache bonito, feio, divertido ou bizarro e pronto. É pra isso que essas obras foram feitas, para causar qualquer impressão em você e não pra te transformar em um curador de museu.

Inhotim – Instituto de Arte Contemporânea e Jardim Botânico

Onde fica?
Rua B, 20, Inhotim
Brumadinho, Minas Gerais, Brasil

Como chegar?
Voe para um dos aeroportos de Belo Horizonte: Pampulha (PLU) ou Confins (CNF). Alugue um carro no aeroporto pra chegar até Inhotim. De Confins até Brumadinho são 90 km de viagem.

Mais informações:
www.inhotim.org.br
Info@inhotim.org.br
+55 31 3571 9700

Por_Henrique

Deixe aqui seu comentário